Vantagens e desvantagens de transgénicos ?

Trangénicos

Vantagens e desvantagens de transgénicos ?

Os alimentos transgénicos têm causado uma grande discussão em torno das suas vantagens e desvantagens. Dada a própria novidade da tecnologia da engenharia genética, os efeitos que os transgénicos poderão causar no organismo humano e no meio- ambiente , positivos ou negativos, a médio e a longo prazo ainda não são muito bem conhecidos. Por meio de estudos e pesquisas pode-se relacionar algumas vantagens e desvantagens.

Vantagens dos alimentos transgénicos

Por meio da técnica de alimentos transgénicos pode-se enriquecer os alimentos com componentes nutricionais essenciais que as vezes a planta não produz ou produz em baixa quantidade. Um exemplo disso seria um feijão geneticamente modificado com a inserção de gene da castanha com a intenção que o feijão passe a produzir metionina, um aminoácido de extrema importância em nossa vida.

Pode- se fazer um balanceamento nos nutrientes do alimento, proporcionando uma melhor dieta ao se consumir o mesmo.

Pode-se também retirar algum componente do alimento. Um bom exemplo seria a retirada da lactose do leite, com o propósito de atender a população que tem alergia ou intolerância a esta substância.

O alimento pode ter a finalidade de prevenir, reduzir e evitar riscos de certas doenças. Isso pode ser feito ao se modificar a planta geneticamente de modo que ela venha a produzir vacinas. Pode – se utilizar também antígenos, como por exemplo, em iogurtes ao se fermenta- los com organismos geneticamente modificados que estimulem o sistema imunológico.

Reduzir ao máximo o uso de agrotóxicos, e se possível chegar a eliminar a necessidade da utilização dos mesmos. Com isso a planta fica mais forte, podendo resistir a ataque de insectos, e processos naturais como seca e geada. Isso garante estabilidade dos preços e custos de produção. Um exemplo deste tipo de modificação pode ser visto na fabricação dos queijos e pães, onde um microorganismo geneticamente modificado produz enzimas necessárias durante a produção destes alimentos, reduzindo o preço de custo dos mesmos. Isso também aumenta o grau de pureza e especificidade das enzimas, o que é vantajoso para as indústrias.

O aumento da produtividade agrícola por meio do desenvolvimento de lavouras mais produtivas e que agridam menos o meio ambiente.

Pose-se conseguir aumentar o tempo de validade dos produtos.

Pode-se fazer com que a planta adquira genes que façam com que o seu período de desenvolvimento seja mais curto, o que determina uma colheita rápida e um aumento na produtividade, sem que haja um aumento no preço do produto final.

Desvantagens dos alimentos transgénicos

Efeitos tóxicos a partir da sintese de substâncias indesejáveis. Isso pode ocorrer devido a uma perda no controle de alimentos transgénicos, fazendo com que outros alimentos sejam afectados, o que prejudicaria outras espécies de plantas, além de animais, causando um desequilíbrio ecológico com consequências imprevisíveis. Um exemplo disso é o caso do estudo comandado pela Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, sobre a enorme mortalidade de borboletas Monarch após serem alimentadas com o pólen do milho geneticamente modificado Bt. Losey, depois que houve falhas de controle em sua experiência.

O lugar em que o gene é inserido não pode ser controlado completamente, o que pode causar resultados inesperados, uma vez que os genes de outras partes do organismo podem ser afectados. No caso da soja modificada, tem-se o receio de que a substância EPSPS provoque efeitos inesperados no organismo dos consumidores, como alergias ou outro tipo de doença. Mesmo que o gene tenha sido preparado em laboratório para funcionar apenas nas folhas, a parte comestível da planta, não há como garantir que eles actuarão da forma programada.

A falta da variabilidade genética leva a uma maior vulnerabilidade do cultivo porque a invasão de pestes, doenças e ervas daninha sempre é maior em áreas que plantam o mesmo tipo de cultivo, o que pode vir a ocorrer em cultivos de plantas transgénicas. Quanto maior for a variedade genética no sistema da agricultura, mais este sistema estará adaptado para enfrentar pestes, doenças e mudanças climáticas que tendem a afectar apenas algumas variedades.

Novas proteínas que causam reações alérgicas podem entrar nos alimentos. Transferidas de um alimento para outro, as proteínas podem conferir à nova planta as propriedades alérgicas do doador. As pessoas normalmente identificam os produtos que as afectam. Porém com a transferência das proteína alérgica de um produto para o outro sem o prévio conhecimento, se perde a identificação e a pessoa só vai descobrir o que lhe fez mal após a ingestão do alimento com a substancia que lhe causa alergia.

A alteração na quantidade de nutrientes do alimento, pode interferir na sua absorção pelo metabolismo do homem.

Pode ocorrer a transferência da resistência a antibióticos para bactérias presentes no intestino de humanos e animais, pois os genes antibiótico-resistentes contidos nos alimentos transgénicos podem passar sua característica de resistência para as pessoas e animais, o que poderia gerar a anulação da efectividade de antibióticos nos mesmos.

Algumas plantas de cultivo para alimentação, estão sendo modificadas para produzir produtos farmacêuticos e químicos. Essas plantas modificadas poderiam fazer uma polinização cruzada com espécies semelhantes e, deste modo, contaminar plantas utilizadas exclusivamente na alimentação.

Essas alterações genéticas podem causar um intenso desequilíbrio ecológico. Alguns cientista acham que pode vir a ocorrer o emprobrecimento da biodiversidade, uma vez que a hibridação das plantas modificadas com outras variedade pode criar “super pragas” e plantas “mais selvagens”, provocando a eliminação de espécies e insectos benéficos ao equilíbrio ecológico do solo. O consequente uso mais intensivo de agrotóxicos pode ainda causar o desenvolvimento de plantas e animais resistentes a uma ampla gama de antibióticos e agrotóxicos. Substancias tóxicas que podem ser produzidas como subprodutos podem afectar outros seres, quebrando a harmonia em todo o ecossistema envolvido.

Falta de estudos a longo prazo.

Fontes:
http://www.websitesaude.kit.net/transgenicos.htm, acessado em 28 de agosto de 2010
http://www.acessa.com/viver/arquivo/nutricao/2002/04/27-Cristina/, acessado em 27 de agosto de 2010
http://www.institutoaqualung.com.br/info_trans39.html, acessado em 28 de agosto de 2010

Gonçalo Silva

Personal Trainer e Membro Herbalife

https://www.facebook.com/solucoescorpoemente

http://www.solucoescorpoemente.com/

http://www.goherbalife.com/goncalosilva/pt-PT/Catalog/

Anúncios

Deixem os vossos comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s